Capitão Samuel da entrada em PL que proíbe músicas com conotação sexual nas escolas

O deputado estadual Capitão Samuel deu entrada na Alese (Assembleia Legislativa de Sergipe) em projeto de lei Nº , que dispõe sobre a proibição da exposição de crianças e adolescentes, no âmbito escolar, a danças que façam alusão à sexualização precoce. O objetivo do PL é de combater e prevenir a erotização infantil nas escolas do estado de Sergipe.

As coreografias que viraram moda através das redes sociais estão invadindo os lares e até as escolas. Esta onda vem crescendo entre os jovens e até as crianças que estão reproduzindo os passinhos. São danças com gestos sexuais e nada inofensivas, onde as escolas têm a obrigação de educar e de cuidar do psicológico de cada ser humano que está em formação dentro da instituição.

Segundo Capitão Samuel as músicas entram na cabeça das crianças como mensagens sublimares. “A sexualidade, o zelo com o corpo e com os gestos acabam sendo banalizados. Por isso, acho que esta proibição é essencial. Uma Criança precisa ouvir músicas voltadas para o público infantil e as escolas precisam ter esse cuidado e sensibilidade”, pontua.

Compromisso com Sergipe, trabalhando por você.

Arquivo
× Atendimento do Gabinete